6 práticas para aumentar a autoestima

6 práticas para aumentar a autoestima

Todos nós temos momentos em que nos falta confiança e não nos sentimos bem conosco.

Mas quando a baixa autoestima se torna um problema de longo prazo, pode ter um efeito prejudicial em nossa saúde mental e em nosso 

dia-a- dia.

Quando temos uma autoestima saudável, tendemos a nos sentir positivos a respeito de nós mesmos e da vida em geral. Isso nos torna mais capazes de lidar com os altos e baixos da vida.

Quando nossa autoestima está baixa, tendemos a ver a nós mesmos e nossa vida de uma maneira mais negativa e crítica. Também nos sentimos menos capazes de enfrentar os desafios que a vida nos lança.

O que é autoestima???

Segundo Nathaniel Branden, ( que é um estudioso sobre autoestima, tem vários livro publicados, é PHD em psicologia em Lo Angeles) ele definiu a autoestima como: 

 “Confiança em nossa capacidade de pensar; confiança em nossa habilidade de dar conta dos desafios básicos da vida; confiança em nosso direito de vencer e sermos felizes; a sensação de que temos valor e de que merecemos e podemos afirmar nossas necessidades e aquilo que queremos alcançar nossas metas e colher os frutos de nossos esforços.”

Então em poucas palavras, autoestima é a visão (opinião) que temos de nós mesmos, ainda que inconsciente.  

Agora que você já sabe o que é autoestima, quero te mostrar  6 dicas práticas para aumentar a autoestima

1. Faça um inventário da sua autoestima para ter uma linha de base.

É simples, você vai anotar 10 de seus pontos fortes (suas qualidades, o que você é boa, faz bem) e 10 de seus pontos fracos (aqui pode envolver  as suas inseguranças, medos, o que você precisa melhorar)

2. Defina metas realistas.

É importante definir metas pequenas e alcançáveis ​​que estejam ao seu alcance. Por exemplo, definir uma meta extremamente alta, algo que é extremamente distante da sua realidade só fará você se sentir um fracasso. Lembre-se, são as pequenas ações, as pequenas coisas que você faz que te levarão ao seu grande objetivo. Entende ?? Aprenda a comemorar as pequenas vitórias… sempre de olho na sua grande meta.

3. Pare de ser um perfeccionista.

Reconheça suas realizações reconheça seus erros. Ninguém é perfeito, procure sempre fazer o seu melhor. Reconheça as suas realizações, reconheça  seus erros… é a maneira de manter uma perspectiva positiva porque você aprende e cresce com seus erros.

4. Explore a si mesma.

A importância de se conhecer, de estar em paz com quem você é não pode ser exagerada o que estou querendo dizer com isso?? Que você está sempre aprendendo coisas novas sobre si mesma, é uma jornada, você está sempre se conhecendo…

5. Esteja disposta a ajustar sua autoimagem.

Todos nós mudamos à medida que envelhecemos e crescemos. Estamos em constante mudança, evoluímos, melhoramos e a gente deve acompanhar nossas mudanças constantes se quisermos definir e alcançar metas significativas.

6. Pare de se comparar com os outros.

“Comparação é o ladrão da alegria.” – Theodore Roosevelt

Comparar-nos com os outros é uma armadilha extremamente fácil de cair, especialmente hoje com as redes sociais e a capacidade de projetar uma aparência polida e aperfeiçoada. A única pessoa com quem você deve se comparar é você . O que você melhorou. 

Você pode ter uma admiração saudável por alguma pessoa que é generosa, bondosa, competente em determinado assunto… sabe aquelas pessoas que fazem diferença no mundo? Então, elas sim podem servir de inspiração para você. Use a comparação para se tornar uma pessoa melhor e talvez até mesmo fazer do seu cantinho do mundo um lugar melhor. 

Eu vou ficando por aqui, espero que eu tenha conseguido te ajudar um pelo menos um pouquinho.

Se quiser falar comigo entre em contato pelo meu WhatsApp(61)9 9197-3596 ou me envie um e-mail para: contato@suzanaborges.com.br

Fique em paz!

Um grande beijo!

Suzana Borges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *